Marketing digital para pequenas empresas: Como ter bons resultados investindo pouco

Marketing digital para pequenas empresas: Como ter bons resultados investindo pouco

  • Henrique Aranha
    Por
    Diretor de Conteúdo
    Publicado em 21 de março de 2019

É comum que pequenos e médios empreendedores precisem se envolver nas mais diversas áreas da sua empresa, por conta do tamanho modesto que a equipe geralmente tem.

Contabilidade, vendas, logística, etc… e é claro, marketing digital.

Mas apesar disso, muitos proprietários de negócios ainda não enxergaram a grande oportunidade que existe ao investir em estratégias digitais, e acabam deixando passar boas chances de aumentar suas vendas e gerar fortalecimento para suas marcas.

Sabemos que esse não é o seu caso, e para lhe ajudar a não ficar para trás na era da internet e das redes sociais, preparamos esse material. Nele você irá aprender a executar, mesmo com orçamento limitado, 3 estratégias online eficientes para atrair, engajar e vender para o seu público. Abaixo vão elas.

1: Site institucional

Toda empresa precisa ter um site, inclusive as pequenas. Só uma página no Facebook ou perfil no Instagram não é o suficiente. Se você quer que sua marca tenha uma identidade realmente forte online, você precisa ter um site.

Outro fator decisivo, além da forte identidade online, é que sem um site sua marca desperdiça praticamente toda audiência que procura por seu produto ou serviço no Google. Consegue imaginar o quanto isso pode ser grave?

Desprezar o Google em uma estratégia digital é o mesmo que abrir mão das pessoas que estão precisando e pesquisando por seu produto na internet, ou seja, estão prontas para comprar. Você não vai querer perder esse público.

Muitas empresas criam seus sites e acabam se frustrando pelo fato de não atingirem um número aceitável de visitas e muito menos resultados. Para que você não caia nesse erro, é importante saber logo de início que gerar tráfego para seu site é mais difícil que gerar seguidores nas redes sociais.

É normal ter uma quantidade bem modesta de visitas nos primeiros meses, mas se suas páginas estiverem bem otimizados para o Google, o tráfego orgânico começará a surgir.

Quanto custa para desenvolver um site

Com certeza esse investimento cabe no seu bolso, se você ainda não tem condições de contratar um desenvolvedor, pode criar seu site de graça em diversas plataformas online.

2: Marketing de conteúdo

O conceito principal do marketing de conteúdo é que sua empresa gere conteúdo relevante para seu público, como artigos de blog, e-books ou vídeos. De forma que seus potenciais clientes sejam atraídos espontaneamente para seu site ou qualquer outro canal de marketing.

O mais indicado na maioria dos casos é ter um blog integrado ao seu site. Nele você poderá gerar artigos relacionados ao seu segmento de mercado, conquistando autoridade e atraindo o público certo.

Exemplo: Bruno tem uma pequena loja de equipamentos esportivos voltados para airsoft. Toda semana ele gera um artigo sobre temas relacionados ao seu mercado, como “saiba identificar os melhores locais para praticar airsoft”, “como manter sua pistola airsoft bem preservada” e “airsoft para iniciantes: como escolher sua primeira arma”

Muitas pessoas interessadas em airsoft pesquisam no Google sobre o esporte e encontram os artigos no blog criado para a empresa de Bruno. Isso lhe traz, além de uma boa quantidade de tráfego para o site, um aumento contínuo na força e autoridade da sua marca.

Quanto custa para fazer marketing de conteúdo

A criação de um blog, assim como um site, pode ser totalmente gratuita, através de plataformas de criação online, como WordPress e Wix. Nós indicamos a contratação de um desenvolvedor para esse serviço, mas apenas se couber em seu orçamento.

Para alimentar o blog com artigos de qualidade, você pode contratar uma agência especializada, um jornalista ou um redator freelancer. Caso essas opções ainda estejam acima do seu orçamento, é hora de arregaçar as mangas e gerar seu próprio conteúdo.

Não precisa se assustar, gerar conteúdo para web não é nenhum “bicho de 7 cabeças”. E para te ajudar nessa tarefa, nós indicamos o curso de Produção de Conteúdo para Web, da Rock Content. O curso oferece certificado e dá para concluí-lo em uma tarde, pois a duração é de menos de 3 horas, além de ser totalmente gratuito.

3: Redes sociais

As redes sociais são ótimas ferramentas para colocar sua marca no radar de seus clientes em potencial.

Se uma empresa não gerar conteúdo realmente relevante e não se envolver com sua audiência, dificilmente terá sucesso nas redes sociais, mesmo investindo muito dinheiro.

Por isso esses canais podem ser tão vantajosas para pequenas empresas, pois sua eficiência geralmente está mais relacionada ao engajamento do seu público com a marca.

Quanto custa para fazer marketing em redes sociais

Como todos nós já sabemos, criar espaços para sua marca no Facebook, Instagram ou Linkedin não custa nada, e você mesmo pode gerenciá-los.

Aqui também vale as lições aprendidas com marketing de conteúdo: Procure criar postagens que sejam interessantes para seu público, anúncios e ofertas são válidos, é claro, mas dê mais espaço para conteúdo informativo e interessante.

Caso pense em contratar uma agência, fuja daquelas em que seus serviços se resumem a “um número x de postagens semanais”. Esse tipo de agência não trará resultados para o seu negócio, apenas gastos desnecessários. Procure uma que saiba executar campanhas rentáveis e ofereça relatórios periódicos sobre os resultados de suas ações.

Bônus: Links patrocinados

Todas as estratégias citadas até agora podem ser planejadas e executadas sem a necessidade de investimento financeiro. Ainda que seja importante que você dedique seu tempo para aprender e planejar da forma correta.

Diferentemente do que foi mostrado até aqui, links patrocinados exigem um investimento mínimo, já que se tratam de anúncios pagos.

De forma simples, podemos dizer que anúncios pagos são publicidades online, que podem ser exibidas em páginas de pesquisa ou em sites parceiros do Google.

Também existem os anúncios pagos em redes sociais, como Facebook Ads e Instagram Ads, que lhe permitem anunciar ou impulsionar uma postagem para o máximo de pessoas possíveis.

Os anúncios em redes sociais, como no Facebook Ads e Instagram Ads, oferecem um alto nível de segmentação, ajudando para que suas campanhas atinjam as pessoas com o perfil mais próximo de seu público-alvo.

Quanto custa um anúncio de link patrocinado

Você pode começar com bem pouco. No Facebook e Instagram, por exemplo, o investimento inicial pode ser a partir de R$ 10.

O que podemos indicar é começar pelo mais fácil: Facebook e Instagram. Comece com pouco, vá fazendo os primeiros testes e subindo o investimento conforme seus conhecimentos forem se aprofundando.

Um investimento mensal ideal para começar no facebook é de R$ 200, ao menos para começar, mas esse valor, quem escolhe é você. Se preferir começar com mais, invista mais, se menos, invista menos.

Deixe seu comentário

Veja Também

Como Fazer Marketing Digital Sem Ter um Site: 3 Estratégias Eficientes
Como Fazer Marketing Digital Sem Ter um Site: 3 Estratégias Eficientes

Não recomendamos investir em marketing digital sem ter um site no planejamento, mas se você está decidido a trabalhar sem um, aposte nessas 3 estratégias

7 Benefícios que o Marketing Digital pode trazer para sua empresa
7 Benefícios que o Marketing Digital pode trazer para sua empresa

Sabendo aproveitar bem as oportunidades que a internet nos dá, é possível que empreendedores de qualquer porte consigam competir em pé de igualdade com grandes empresas do mercado

Como criar um site ou blog de graça para sua empresa
Como criar um site ou blog de graça para sua empresa

Orçamento enxuto para marketing é uma realidade comum em diversos negócios. Pensando nisso, separamos algumas das melhores plataformas gratuitas para que você já comece a criar um para sua empresa

Não perca mais nenhum post

Cadastre-se para receber atualizações, artigos e dicas incríveis para o seu negócio diretamente em seu email